16 de fevereiro de 2009

Spok ou Splok? Clone da orquestra confunde imprensa paraibana


Foto: carreirasolo.org/musica/spok-frevo-orquestra

Uma letra faz toda diferença. Quem dependeu dos jornais locais da Paraíba para saber o que ver durante a abertura do projeto de prévias 'Folia de Rua' de João Pessoa se decepcionou. Divulgaram nos jornais que a SPOK ORQUESTRA DE FREVO estaria acompanhando um grupo de funcionários da Emlur - empresa responsável pela limpeza da cidade, no entanto, quem realmente tocou foi a SPLOK ORQUESTRA DE FREVO. Pior que todo animado comentei com amigos que seria um arrasto muito bom com a Spok que sem dúvida é das melhores no segmento. Chegando lá estava um grupo com uma farda preta com o nome SPLOK. Saí em busca de outra orquestra. Em tempo de fakes até orquestras agora nos surpreendem no caranval.

Os Cadernos de Cultura além de sua função de reflexão sobre as artes e manifestações culturais da atualidade e de outras épocas assume o papel de difusora de programas de lazer e cultura para quem busca o que fazer nas horas livres. Será que custava checar mesmo se era a Spok? As informações divulgadas eram da Spok então quem leu não haveria porque duvidar da notícia.

Segue:

SpokFrevo no Folia de Rua - Outra boa atração do Folia de Rua edição 2009 é a orquestra de frevo pernambucana do maestro Spok, surgida no ano de 1996, para acompanhar shows de artistas de Recife (PE), anos depois se tornou a Orquestra de Frevo do Recife. Em janeiro de 2003, a orquestra ressurge com o nome SpokFrevo Orquestra, batizada por Wellington Lima, desde então seu agente e produtor artístico, a convite e em parceria com o músico e produtor Zé da Flauta.

A orquestra tem como proposta mostrar o frevo fora da folia, dar um tratamento diferenciado, com arranjos modernos e harmonias arrojadas. Os músicos abusam da liberdade de expressão em improvisos com uma clara influência do jazz. A SpokFrevo é formada por 18 jovens e talentosos músicos pernambucanos é liderada pelo virtuoso Inaldo Cavalcante de Albuquerque, mais conhecido como maestro Spok, saxofonista, arranjador e diretor musical. No comando da big band do frevo, Spok conta, desde a formação original, com a experiência e o talento do primo Gilberto Pontes, o Gibasax, como co-diretor musical.

Nesta apresentação de rua, em João Pessoa, a orquestra apresentará o último trabalho, o CD/DVD, intitulado "Passo de Anjo" ao vivo (Canecão - Rio de janeiro).


Moral da História: Quem se orientou pelos jornais da Capital no máximo conseguiu ver um clone sem o mesmo talento para improviso e repertório tão rico quanto a Spok, a original, tem. Repitiram exaustivamente Vassourinhas e nem sequer uma vez foi tocado frevos paraibanos, inclusive, do próprio Folia de Rua.

Vá confiar!!!

Um comentário:

Adriana Crisanto disse...

Ei melhor do Brasil!!! Que chiquerrimo hein? Parabéns! Olha, essa informação da orquestra de frevo foi passada pela assessoria de imprensa do Folia de Rua. Tô sentindo sua falta na redação e adicionei o blog ba minha lista de blogs, ok? O meu blog num tá no melhor do Brasil, talvez, no pior...rss.. mas olha coloca o teu link na Revista Raiz de SP. O meu tá também e nem como vc nem precisei fazer jabá pra figurar por lá. Um beijo na orelha! Te amo!
Drica/Didi