12 de janeiro de 2009

Formigas atiçam meus instintos




Há sempre aqueles animais que se gosta de cara e há aqueles que causam um certo medo ou asco. Eu odeio formigas. Elas sempre me tiram do sério. As formigas são causa de profunda surpresa e irritação. No fundo acho que elas me contrariam porque sabem que eu as odeio e devo ter cometido alguma chacina em casa com familiares delas.

Outro dia me deparei com um cd meu tomado dentro da caixa de formigas. Elas levaram resto de comida para o interior da caixa e fizeram um banqueta. Na verdade, uma terrível suruba. No encarte ficaram as marcas da orgia.

Vez por outra me deu conta do quanto elas são intolerantes e desrespeitosas comigo: sobem no tambor de água mineral e se jogam na piscina e lá se vai a água pelo ralo; ocupam minha pia e fazem estrago naquele copo com resto de coca-cola; não perdoam todos os meus rastros. Vão atrás de cada um e encontram "migalhas dormidas do teu pão". Odeio lembrar que vez por outra elas aparecem pra dizer que são donas do pedaço.

Odeio utilizar do meu instinto para matá-las, mas elas imploram pela minha agressividade. Odeio formigas.

4 comentários:

Anônimo disse...

coitadas das formigas.....q trauma danado...rssrrsrsrsrs...Assassino de formigas...rsrsrsrsr...tas destruindo a fauna velho...desmatamento...rsrsrs

Diego disse...

coitadas das formigas.....q trauma danado...rssrrsrsrsrs...Assassino de formigas...rsrsrsrsr...tas destruindo a fauna velho...desmatamento...rsrsrs

Michelle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michelle disse...
Este comentário foi removido pelo autor.